Facilidades
Página Inicial
Bookmark
Indique este site
Fale conosco
Regras dos Jogos
Lista Novidades

Apresentação
Baralho
Batalha Naval
Bilhar
Damas
Dominó
Gamão
Jogo da Velha
Ludo
Resta Um
Trilha
Xadrez

Busca de registros

Links Úteis
Dicas de Cozinha
Cozinha Feliz
Casa dos Anjos
Crendices
Dicas de Jardinagem
Regras dos Jogos
Mandato
Resumos
Passado
Roda do Tempo
Prece On Line
Regras de Baralho
Receitas de Doces
Dicas de Bonsai
Receitas de Camarão
Dicas de Bruxas
Casa dos Poemas
Receitas de Carnes
Receitas de Peixes
Receitas Frutos do Mar
Dicas de Bebidas
Dicas de Vinhos
Dicas de Artesanato
Receitas de Cozinha
Comida Gostosa
Receitas de Saúde
Receitas de Beleza
Dicas de Condomínio
Gostei do Site
Fontes de Letras
Baralho

Baralho
Regras de Vinte e um

Participantes:

Mínimo 3, máximo 12, aconselhado 8.

Baralho:

Um baralho (52 cartas), ou dois baralhos (104 cartas), sem os coringas, dependendo do número de jogadores.

Valor:

As cartas numéricas tem o valor do número nela presente. Valete (J), Dama (Q) e Reis (K) valem 10. O ás vale 1.

Variações: pode-se jogar vinte e um com o ás valendo 11 também.

Objetivo:

Completar a soma de 21 pontos com as cartas, ou chegar o mais próximo possível sem ultrapassar esse valor.

O jogo:

Antes de iniciar o jogo, deve-se decidir de qualquer maneira qual dos jogadores será o carteador e, conseqüentemente, o banqueiro, também chamado de "banca". Em conjunto, é também necessário decidir quais serão as apostas mínima e máxima.

Todos os jogadores estarão jogando contra o banqueiro. Apesar de todos estarem tentando ganhar do banqueiro, este tem a vantagem do empate: no caso de um jogador fazer a mesma pontuação do banqueiro, o banqueiro ganha do jogador.

Variações: pode-se combinar previamente entre os jogadores se a banca será permanente ou se haverá um rodízio entre os jogadores. O rodízio pode ser feito após um determinado número de rodadas, quando algum jogador completar a soma de 21 com duas cartas, por leilão (ao final de cada partida, os jogadores podem leiloar a posição de banqueiro) ou por oferta (ao final de cada partida, um jogador pode oferecer uma certa quantia ao banqueiro, e este pode aceitar ou recusar).

O banqueiro deverá embaralhar as cartas e distribuir uma carta a cada jogador (incluindo o próprio banqueiro), todas voltadas com a face para baixo, no sentido horário, iniciando pelo jogador à esquerda. Essa carta não pode ser aberta ou vista pelos jogadores.

Assim que receberem as cartas, cada jogador deverá apresentar sua aposta à frente de sua carta o quanto desejar, desde que este valor esteja entre os valores mínimo e máximo.

Assim que as apostas forem feitas, o banqueiro olha a sua carta e abre uma segunda carta, com a face para cima, sobre a mesa. Caso o banqueiro faça 21 com duas cartas (possível apenas caso o ás valha 11), ele deve mostrar suas duas cartas e recolher as apostas sobre a mesa, pois ninguém mais conseguirá ganhar do banqueiro.

Caso o banqueiro não tenha completado a soma de 21, ele deve prosseguir ao próximo jogador (à esquerda), "abrindo" uma carta, com a face para cima, para este jogador. Esse passo deve ser repetido enquanto o jogador julgar necessário mais cartas para chegar aos 21 pontos. Assim que o jogador disser que não quer mais cartas, o banqueiro passa para o próximo jogador da mesa. Esse passo é repetido até que todos os jogadores da mesa já tenham recebido sua carta.

Se algum jogador somar mais de 21 pontos entre as cartas abertas para ele pelo banqueiro, deverá dizer "estourei" e entregar as fichas apostadas para o banqueiro.

Depois de feitas as "aberturas" de cartas, o banqueiro decide se vai querer abrir mais uma carta para si ou se deseja desafiar algum jogador.

Se o banqueiro julgar seus pontos suficientes para desafiar algum jogador, deverá mostrar a carta que estava com a face voltada para baixo e dizer clara e abertamente qual jogador está sendo desafiado. Feito isso, o jogador desafiado abre a carta que estava com a face para baixo e calcula-se a soma. Caso o banqueiro tenha uma soma maior ou igual do que o jogador, porém menor ou igual a 21, o banqueiro ganha as fichas apostadas pelo jogador. Caso o jogador tenha uma soma maior do que a do banqueiro, o banqueiro deve pagar ao jogador a quantidade de fichas que foram apostadas por ele.

Após desafiar algum jogador, se o banqueiro julgar necessário, poderá abrir mais uma carta para si se julgar não ter pontos suficientes para derrotar os outros jogadores.

Caso o banqueiro "estoure", deverá pagar aos demais jogadores (que ainda estiverem à mesa, com exceção dos que já foram desafiados) a quantidade de fichas apostadas por cada um.

O ganhador:

Ganha o jogador que completar 21.

Jogos de Cartas


Baralho : Mais Registros
 
-Regras de Poquer
-Caxeta
-Regras de Presidente
-Regras de Buraco
-Regras de Truco
-Escopa
-Oito Maluco
-Besigue
-Sueca
-Cento e um
-Mico
-Rouba Monte
-Sete e meio
-Copas
-Onze fechado
-Pif Paf
-Regras de Tranca
-Regras de Mau Mau
-Regras de Pontinho
-Regras de Vinte e um

Página 1 de 2Próxima >>


Regras dos Jogos - Todos os direitos reservados - 2007 - Internautas conectados no momento: 1